Para surpresa e espanto de absolutamente ninguém (!) Mark Zuckerberg foi eleito personalidade do ano pela revista TIME. Para trás ficaram os não menos polémicos Lady Gaga e Julian Assange.

“A rede social que Mark Zuckerberg criou colocou em contacto 500 milhões de pessoas. O Facebook tornou-se o terceiro maior país do mundo, representando quase um décimo do planeta”, são as palavras do director da TIME, Richard Stengel.

Quanto ao segundo lugar de Lady Gaga, esse é, na minha opinião, absolutamente discutível. A dúvida permanece entre esse posto e o 1500º lugar…

Núria R. Pinto