Desenvolver pelo menos uma (mas de preferência muitas) excelente Campanha de Marketing e Comunicação que encaixe na perfeição nos objectivos da marca, que vá ao encontro das expectativas do público e que fique, para sempre, marcada na memória colectiva de todos é, na minha opinião, algo com o qual todos nós, enquanto profissionais da área, sonhamos acordados. “Aquela” campanha que não se esquece. Interessante, não é?

Existem por aí muitos bons exemplos de grandes campanhas, online, offline, híbridas, que ainda hoje estão gravadas na passadeira de estrelas e que, probabilisticamente falando, serão respectivas a produtos com o seu Q de inovação, facilidade de inserção no mercado, inutilidade (!), maior ou menor grau de ridículo, maior ou menor flexibilidade dos gestores em “brincar” com a marca… Enfim. O céu é o limite.

Mas…como se comunica algo que se dá por garantido? A verdade é que a ideia pouco tinha pairado na minha cabeça até ler este case-study sobre a Google. Simplesmente eye-opening.  Depois disto, continuo a achar que a criatividade é algo para ser levado muito a sério. E, por terras lusas (para não variar muito) bastante subvalorizado.

Boas leituras! Vão gostar!

Núria R. Pinto