As redes sociais estão a entrar na redação dos jornalistas. Quem o diz é o mais recente report da rede internacional de agências de comunicação Oriella PR Network que pode ser consultado aqui.

Embora não estejam jornalistas portugueses entre os cerca de 500 entrevistados em diferentes mercados na Europa, Brasil e EUA, acreditamos que a nossa realidade não esteja muito longe e que esta é uma tendência a seguir.

O shift gradual de muitas publicações para a área online faz com que 47% dos jornalistas entrevistados procurem novos ângulos para as suas histórias no Twitter, enquanto que 35% utiliza o Facebook. Os blogs são utilizados por cerca de 30% dos profissionais de comunicação social. A questão que fica é de que forma estão as agências nacionais de RP a integrar estas ferramentas e canais nas suas estratégias de comunicação?