Várias foram as alterações apresentadas pelo Facebook nos últimos dias. Seja uma reação ao lançamento do Google+ ou uma aposta na disponibilização contínua de novas funcionalidades que mantenham a rede em alta, a mudança na política de “Likes” é uma das que vão ser sentidas pelas marcas com maior rapidez.

O Facebook passa agora a permitir que os utilizadores comentem posts de páginas das quais não são “fãs”, sem terem que fazer Like/ Gosto. Num curto espaço de tempo, digital marketeers e gestores de marca terão que equacionar algumas questões relativas à sua presença online, nomeadamente a forma como avaliam o engagement da marca. Naturalmente, métricas mais “vazias”, como o número de fãs, tenderão a perder força e questões como a interação com os conteúdos (posts, comments e shares) e o “sentiment” tenderão (muito bem) a ganhar relevância.

Vamos entrar numa nova fase, em que as marcas deixam de “colecionar seguidores”, comprar fãs e orientar toda a estratégia numa perspetiva de “get member”, para passar a valorizar as relações e a forma como elas influenciam o negócio. Voltamos à Era do conteúdo, da relação, do diálogo, de onde na realidade nunca devíamos ter saído… Boas conversas!

 

PS – Durante o dia de hoje, na Conferência F8, serão anunciadas novas alterações e funcionalidades no Facebook. Para seguir aqui.