A Nespresso é um daqueles exemplos que a maior parte dos marketeers gostaria de ter criado. Pelas melhores razões, a marca entra na vida dos seus clientes, verdadeiros fãs, para lhes proporcionar brand experiences diferenciadas: seja na experiência de loja (ok, fora da época natalícia), numa encomenda online, numa degustação em casa ou num daqueles email marketings que chegam à nossa emailbox para provar que a excepção existe para confirmar a regra. E abrimos, sempre à espera de ser surpreendidos. É o que normalmente acontece. O exemplo mais recente é este jogo interactivo que desafia os fãs a serem figura de capa da revista Nespresso. Embrulhada com os ingredientes do costume (que mais não é preciso), é o exemplo de uma campanha simples (!) e eficaz. Mas como profissionais de comunicação, temos também que deixar uma nota menos positiva à adaptação dos textos para português, com erros sintáticos e ortográficos… É uma “nódoa” fácil de resolver nas próximas campanhas. What Else?