Durante estes dias realiza-se em Barcelona o maior evento mundial de comunicações móveis: Mobile World Congress. Foi o contexto ideal para Bret Taylor, Chief Technology Officer do Facebook referir que se fosse hoje esta rede social teria sido criada como uma Mobile App. O pressuposto tem a sua lógica (e enquadramento), tendo em conta o protagonismo crescente de smartphones e tablets no domínio das comunicações pessoais. Estão always on, andam connosco para todo o lado e rapidamente permitem fotografar, partilhar, criar conteúdo e dar feedback. Ainda assim, não se pode dizer que Mark Zuckerberg tenha feita um “erro de casting” back in the days… Que o digam os 845 milhões de utilizadores de Facebook. And counting…