Archives for posts with tag: 2012

Image

Eis algumas das melhores provocações digitais entre marcas que aconteceram no ano que termina…

Anúncios

Pinterest

Para quem anda atento às movimentações do Pinterest: “Pinterest is the 28th most popular site in Portugal based on a combination of average daily visitors and pageviews. 0.5% of the Pinterest users come from Portugal and they generate 0.5% of the pageviews on Pinterest.” in www.appappeal.com.

Depois de muito se ter escrito sobre os limites à liberdade de expressão dos atletas olímpicos nas Redes Sociais, eis que surge a primeira “vítima” de um post no Twitter. A atleta grega Paraskevi Papahristou foi expulsa do comité olímpico do seu país depois de um comentário racista publicado nesta rede. Toda a história aqui.

ROPO = Research Online, Purchase Offline

Os consumidores online estão a aumentar e esta deverá ser uma tendência a afirmar-se inequivocamente nos próximos anos em Portugal, com maior ênfase em áreas de lazer (ex.: viagens, espetáculos, livros) e equipamentos tecnológicos (sobretudo informática, imagem e som).

Este artigo da Wintech, baseado num estudo nacional, mostra que a Internet está, de facto, cada vez mais presente nas nossas decisões de compra.

O Movimento “Change the Like Button” quer mudar o Facebook… Será que Mark Zuckerberg vai ler e “assinar” a petição da Super Bock? Good, great or Super?

Já alguem reparou que os tempos passam cada vez mais rapidamente? Ainda se lembram das “velhinhas” enciclopédias Larrouse e afins? A YouTube Collection poderia ser mais ou menos isso para os dias de hoje!

Na próxima semana teremos novidades: juntámo-nos à Cision, uma das maiores empresas de monitorização e análise de informação do mundo, para lançar o Barómetro Social Media Portugal. Mensalmente serão analisados quatro temas, dois permanentes – Política e Futebol, e outros dois variáveis. No mês de março a análise recaiu nas marcas de Café e Cerveja. Facebook, Twitter, Blogs, YouTube e Fóruns de Discussão são os canais de comunicação observados em permanência.

Alguns dos tópicos em análise:

Política 

Qual o político mais referido nas redes sociais?

O ministro com maior notoriedade?

Qual o canal de comunicação mais utilizado pelos portugueses para falar sobre Política?

Em que dia se falou mais nas redes sociais sobre determinado político?

Futebol

Quem será o campeão do buzz nas redes sociais?

Falamos mais no Facebook ou no Twitter? Ou será que são nos blogs onde se discute mais de Futebol?

Será que os portugueses falam mais de Futebol ou Política nas redes sociais?

Café/ Cerveja

Qual a marca de Café/ Cerveja com maior presença nas redes sociais?

Quantas referências são geradas por estes setores ao nível de Facebook ou Twitter?

Será que os portugueses discutem estas marcas e temáticas na blogosfera?

Quais os dias e pretextos de maior buzz?

Os resultados apurados do Barómetro Social Media Portugal refletem uma análise diária e contínua ao longo de cada mês. Os highlights serão depois divulgados publicamente na primeira semana do mês seguinte. Para mais informações, contactem-nos!

Londres recebe na próxima semana (dias 27 e 28) mais uma edição do Social Media World Forum. Com um painel de oradores absolutamente invejável, os temas em destaque são muitos e bons: integração de social media nos planos de marketing, brand building e social media, a importância do mobile marketing, social shopping (influenciadores, vouchers, etc.), social media no contexto B2B, dicas para selecionar uma agência de social media, social search e social gaming, só para dar alguns exemplos. Todas as informações aqui.

Durante estes dias realiza-se em Barcelona o maior evento mundial de comunicações móveis: Mobile World Congress. Foi o contexto ideal para Bret Taylor, Chief Technology Officer do Facebook referir que se fosse hoje esta rede social teria sido criada como uma Mobile App. O pressuposto tem a sua lógica (e enquadramento), tendo em conta o protagonismo crescente de smartphones e tablets no domínio das comunicações pessoais. Estão always on, andam connosco para todo o lado e rapidamente permitem fotografar, partilhar, criar conteúdo e dar feedback. Ainda assim, não se pode dizer que Mark Zuckerberg tenha feita um “erro de casting” back in the days… Que o digam os 845 milhões de utilizadores de Facebook. And counting…

Quem o diz é a Bytemobile, no seu mais recente Mobile Analytics Report: o vídeo já representa perto de metade de todos os dados transferidos em redes móveis. E com este dado, fica a questão: na Era dos tablets e smartphones, quantos digital marketeers incorporam a criação de vídeos “web friendly” como instrumento de marketing 2.0?