Archives for posts with tag: Blogosfera

blog

Quão profícuo foi o último ano para quem fez da blogosfera o seu canal de excelência para falar ao mundo? A 1ª fase da votação para os Blogs do Ano 2012 está em curso no Aventar. A participar até 19 de Janeiro!

Anúncios

Na próxima semana teremos novidades: juntámo-nos à Cision, uma das maiores empresas de monitorização e análise de informação do mundo, para lançar o Barómetro Social Media Portugal. Mensalmente serão analisados quatro temas, dois permanentes – Política e Futebol, e outros dois variáveis. No mês de março a análise recaiu nas marcas de Café e Cerveja. Facebook, Twitter, Blogs, YouTube e Fóruns de Discussão são os canais de comunicação observados em permanência.

Alguns dos tópicos em análise:

Política 

Qual o político mais referido nas redes sociais?

O ministro com maior notoriedade?

Qual o canal de comunicação mais utilizado pelos portugueses para falar sobre Política?

Em que dia se falou mais nas redes sociais sobre determinado político?

Futebol

Quem será o campeão do buzz nas redes sociais?

Falamos mais no Facebook ou no Twitter? Ou será que são nos blogs onde se discute mais de Futebol?

Será que os portugueses falam mais de Futebol ou Política nas redes sociais?

Café/ Cerveja

Qual a marca de Café/ Cerveja com maior presença nas redes sociais?

Quantas referências são geradas por estes setores ao nível de Facebook ou Twitter?

Será que os portugueses discutem estas marcas e temáticas na blogosfera?

Quais os dias e pretextos de maior buzz?

Os resultados apurados do Barómetro Social Media Portugal refletem uma análise diária e contínua ao longo de cada mês. Os highlights serão depois divulgados publicamente na primeira semana do mês seguinte. Para mais informações, contactem-nos!

O Alfaiate Lisboeta já andava pela blogosfera há algum tempo (pouco mais de 3 anos) a dar que falar pelo bom gosto da objetiva com que capta momentos de uma cidade mais bonita, mais fashion, mais interessante. De acordo com o M&P O autor do projeto assina agora uma campanha para a Câmara Municipal de Lisboa, devolvendo as imagens às ruas, a partir de dia 14 de Março. Depois da Pipoca mais Doce ter sido convidada para leccionar na Pós-graduação em Consultoria de Imagem do ISLA, como referimos, este parece estar a ser um ano particularmente interessante para a afirmação da blogosfera fora do espaço virtual. Que próximas novidades veremos por aqui?

Mesmo se não conhecerem a Ana Garcia Martins, boa parte dos nossos leitores conhecerá a Pipoca mais Doce, um dos mais blogs de moda e beleza com mais seguidores em Portugal. Desta vez, foi o ISLA a capitalizar a notoriedade desta blogger a favor da sua nova pós-graduação em Consultoria de Imagem, onde Ana Garcia Martins vai leccionar a cadeira de Redes Sociais. O Dinheiro Vivo fala hoje sobre este curso.

Estão aqui em votação alguns dos mais representativos blogs de 2011, nas mais diversas áreas. Para todos os que sentenciava a morte da blogosfera, pensem duas vezes e votem em consciência!

As redes sociais estão a entrar na redação dos jornalistas. Quem o diz é o mais recente report da rede internacional de agências de comunicação Oriella PR Network que pode ser consultado aqui.

Embora não estejam jornalistas portugueses entre os cerca de 500 entrevistados em diferentes mercados na Europa, Brasil e EUA, acreditamos que a nossa realidade não esteja muito longe e que esta é uma tendência a seguir.

O shift gradual de muitas publicações para a área online faz com que 47% dos jornalistas entrevistados procurem novos ângulos para as suas histórias no Twitter, enquanto que 35% utiliza o Facebook. Os blogs são utilizados por cerca de 30% dos profissionais de comunicação social. A questão que fica é de que forma estão as agências nacionais de RP a integrar estas ferramentas e canais nas suas estratégias de comunicação?

Depois da apresentação do Google Zeitgeist de 2010, é agora a vez do Twitter lançar a sua retrospectiva de 2010, ano em que foram registadas mais de 100 milhões de contas nesta plataforma.

Para além das celebridades (Who’s New), fica uma interessante referência aos trending topics do ano. Para ver aqui e acompanhar desenvolvimentos nas próximas semanas.

FR

Com o surgimento e a rápida expansão das redes sociais nos últimos anos, seria de esperar que os habituais bloggers se retraíssem e cedessem à tentação de se aventurar por outros caminhos. A verdade é que, e embora isso tenha de facto acontecido, o blogger não está em vias de extinção e a actividade mantém-se. De acordo com o relatório State of the Blogosphere 2010 pela Technorati, o sexto relatório anual desde 2004 que tem vindo a acompanhar a evolução e tendências desde então, a convergência da blogosfera com as redes sociais tem sido, obviamente, notória.

A partilha de conteúdos de blogs através das redes sociais sobe para o primeiro lugar da tabela quando se trata de perceber qual a forma privilegiada para divulgação de conteúdos, quer pelo próprio quer pelos leitores. Por outro lado, o crescimento significativo do mobile blogging recorrendo a smartphones ou outros dispositivos móveis veio colocar esta categoria a rondar os 25% do total de utilizadores que publicam, agora, de forma mais directa, curta e espontânea.

Uma das conclusões que mais me surpreendeu, embora já desconfiasse, foi o facto da grande maioria dos inquiridos considerar que os bloggers são vistos como menos importantes em relação aos media tradicionais, pelos próprios profissionais de marketing/comunicação. E a questão é: serão mesmo? Em Portugal, a relação do cidadão comum com os media tradicionais, principalmente imprensa escrita, tem vindo a esmorecer (arrisco-me a dizer, morrer) de ano para ano. Em contrapartida, a sua presença (dos portugueses e dos media) nas redes sociais é cada vez mais expressiva. Não estaremos a negligenciar os bloggers enquanto elementos cruciais para a criação de valor em torno de uma marca? Eu penso que sim. Se tivermos em consideração os dados que nos dizem que a grande maioria dos bloggers escreve acerca das marcas que gosta (ou não), tecendo-lhes críticas (umas melhores que outras) o argumento torna-se bem mais forte. 

E, para finalizar, se quisermos acrescentar o facto da confiança dos consumidores relativamente aos media tradicionais ter decrescido nos últimos 5 anos e da crença em relação aos blogs enquanto fontes fidedignas de informação ter aumentado bastante, teremos, então, fortes motivos para rever as nossas estratégias de comunicação na Web 2.0.

Núria R. Pinto